quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Dutos russos fazem hoje o que os tanques soviéticos faziam ontem

“Ontem eram os tanques. Hoje, o petróleo”, assim Zbigniew Siemiatkowski, ex-chefe do serviço de segurança polonês, definiu a atual política russa que manipula imensos fornecimentos de gás e petróleo para Europa objetivando conquistá-la, informou o “The New York Times”.



Agora, a gigante russa Gazprom está construindo um gasoduto no leito do Mar Báltico. Na aparência o gasoduto beneficia Europa toda. Na realidade, é um golpe duro em primeiro lugar para os países da Europa Central e Oriental, escravizadas outroura na base de tanques soviéticos.

Eles temem que a Rússia de Putin, saudosista da URSS de Stalin, com o novo gasoduto inaugure uma nova ofensiva para restaurar o nefando bloco soviético.

A Rússia vem explorando a dependência da Europa Central e da União Européia do gás siberiano. Verdadeiras chantagens vem sendo encenadas ano após ano.

E agora se aproxima o inverno no Hemisfério Norte, estação por excelência para Putin aplicar suas extorsões imperialistas.


Porém, no sistema atual fechar a torneira do gás para um país como a Ucrânia que Putin quer engolir, significa cortar o gás para o resto da Europa. O gasoduto é o mesmo.

Resultado: todos os enforcados pela corda de aço do gasoduto uniam-se em coro contra Moscou.

Se a Rússia conseguisse enforcar um por um, a tarefa de reconstituição da ex-URSS poderia correr bem mais fácil.

O novo gasoduto no Mar Báltico, batizado de Nord Stream, é uma das armas sonhadas pela equipe da (ex-)KGB. Percorre mais de 1.200 quilômetros, da Rússia até a Alemanha, sem passar por antigos satélites soviéticos.

Estes, uma vez concluído, ficarão sozinhos diante das tentativas de enforcamento do coronel da KGB.

Zbigniew Brzezinski, ex-conselheiro de segurança nacional americano, chamou os gasodutos de “grande iniciativa russa para separar a Europa Central da Ocidental”.

As peças do gasoduto estão sendo construídas na Alemanha. Mas depois que a Europa Central seja submetida de novo ao despotismo russo, os novos “tanques” vão apontar seus tubos contra os fornecedores da “corda com que nós os enforcaremos”, segundo a estrategia leninista.

Desejaria receber atualizações gratis e instantâneas do blog 'Flagelo russo' no meu E-mail

3 comentários:

  1. Depois da segunda grande guerra que Rusia paso , perdida material
    militar e civil, sem ajuda de ninguem; junto com o colapso de perdida de suas republicas,
    A recuperaçao em marcha depois da
    bagunsa traslocada de Yelsin,bevedo ate na TV,
    Os oriçontes estao cheios de um belo futuro,sem guerras e sem disparar um só projetil ganhara
    a maior das batalhas, com seus
    gasodutos,muitas manifestaçoes estan em curso " Fora Putin " capitalismo esta forneçendo material em estes mandantes, unico omen que esta levando este pais
    na direçao de uma grande naçao;
    Muitos anos atras me lembro dos
    primeros trabalhos de Gasodutos
    em direçao a Europa os Gringos USA
    proiviron cualquer industria americana forneser cualquer ajuda,
    na construçao destes Gasodutos,
    na quele tempo ja se estava prevendo,que Rusia sem guerras seria uma das primeras do Mundo;
    !! Deus guarde Putin !!

    ResponderExcluir
  2. Delos confines de Siberia asta los mas alejados rincones de Europa y
    Corea, Japon, y China, sus gasodutos son los precursores de la gran riqueza de esta gran nacion Rusa;
    Como bien se dice??? los gasodutos
    se anteponen a los tanques de guerra,
    Me paravenizo con la gran vision de este notable lider Ruso PUTIN:

    ResponderExcluir
  3. Gasoduto Navuco , o capitalismo selvaje quiere interponerse al gasodutos Sout Estream,prevendo que el futuro esta en estes terminales, mais seguros en rapidez ,y servicios de alta cualidade, el alto custo de Nort Estream por el baltico , sera compensado por libre de taxas cobradas por diferentes naçoes que
    futuramente sus taxas pequenas se
    igualaran alas presentes;
    Cuanta economia libre de custos adicionais en milloes de transito;
    Cuantas naciones lloraran por la perdida que tendran;
    Custo de la obra , libre de taxxas
    en poco tiempo recuperacion de todo ; Viva la imajinacion del ser
    "Homos Saphiens"

    ResponderExcluir