Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Países bálticos são campo de guerra ideológica com a Rússia neo-comunista


O diário “The Independent” de Londres alertou para a transformação dos países bálticos num campo de batalha ideológica.

A Letônia erigiu o Museu da Ocupação para perpetuar a lembrança dos crimes da ocupação soviética.

Mas Moscou acha que esses crimes foram atos heróicos do Exército Vermelho. Em conseqüência, o presidente russo Medvedev criou uma Comissão para Reagir à Falsificação da História em Detrimento dos Interesses Russos.

E propôs uma lei para ilegalizar a “reabilitação do nazismo” no território de ex-repúblicas soviéticas que hoje são soberanas, acenando com represálias. Por isso, quando a Estônia removeu monumento aos invasores soviéticos no centro de Tallinn o Kremlin reagiu com ferozes ameaças.

Putin quer restaurar o poderio do antigo império comunista e sente-se muito a vontade com a inércia dos EUA. Porém, fica furioso com o corajoso e patriótico espírito de resistência dos pequenos países bálticos.

Desejaria receber atualizações gratis e instantâneas do blog 'Flagelo russo' no meu E-mail