domingo, 24 de março de 2013

Pacto Hitler-Stalin ainda parece ter efeitos no Ocidente

Museu do Terror comunista, Budapest
A Dra. Maria Schmidt, diretora do Museu Casa do Terror em Budapest, declarou que os europeus ocidentais ainda não mostram muita compreensão pelas vítimas do comunismo.
Falando para a Hír TV, ela disse que para os europeus ocidentais “há duas classes de passados: a ocupação nazista do Ocidente – que foi para eles um grande trauma, embora não tenham sofrido a ocupação do Exército Vermelho – e o tipo soviético de ditadura. A situação que caracteriza certos círculos na Europa Ocidental está ficando insustentável. Acredito que sob muitos aspectos a situação melhorou, podendo-se hoje comemorar em comum um Dia dos Crimes do Comunismo; e cada ano está sendo realizado, onde é possível, o Dia de lembrança do Pacto Hitler-Stalin (Pacto Ribbentrop-Molotov) em 23 de agosto” (de 1939).

domingo, 10 de março de 2013

Dia das Vítimas do Comunismo é comemorado na Europa Oriental

Soldados húngaros prestam homenagem às vitimas do comunismo

A exemplo do que fizeram nos anos anteriores, diversos países outrora escravizados pela (ex) União Soviética comemoraram em 2013 o Dia as Vítimas do Comunismo, conforme noticiou o “Digital Journal”.

Numa vigília de velas em Budapest, János Áder, presidente da Hungria, descreveu o comunismo como tendo sido “concebido no crime”, segundo informou o diário húngaro “Magyar Hírlap”.